Jornal dia
Seu jornal de notícias

Auxílio Gás ANTECIPADO em abril, veja o que esperar!

0

Recentemente, muitos beneficiários se questionaram sobre a pausa no repasse do Auxílio Gás neste mês de março. No entanto, é fundamental esclarecer que, apesar dessa interrupção temporária, o benefício não foi suspenso.

O governo confirmou a retomada dos pagamentos para o próximo mês de abril, seguindo a política bimestral de depósitos. Esta informação é crucial para milhões de famílias que dependem desse auxílio para amenizar os custos com o gás de cozinha.

Como funcionará o pagamento do Auxílio Gás em abril?

Uma das características marcantes do Auxílio Gás é seu pagamento bimestral. A última rodada, realizada em fevereiro, levou ao intervalo atual sem novos depósitos.

Porém, o programa mantém-se firme, com a promessa de continuar auxiliando financeiramente a população.

Auxílio Gás ANTECIPADO em abril, veja o que esperar!
Auxílio Gás ANTECIPADO em abril, veja o que esperar! Foto: Divulgação

O governo reforça que o cálculo do valor do benefício segue sendo baseado na média semestral do preço do botijão de 13kg, conforme monitoramento da Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Leia mais: Garanta R$200 com o Programa Pé-de-Meia: Pagamentos Iniciam em Março para Estudantes!

Como calcular o vale-Gás?

O valor do Auxílio Gás é determinado com base na média de preço do botijão de 13kg, monitorado pela ANP. Inicialmente, a legislação do benefício previa que o auxílio cobriria 50% dessa média.

No entanto, a gestão passada decidiu dobrar o valor do repasse, garantindo que o benefício cobrisse 100% do preço médio. Esse ajuste foi mantido pelo governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reafirmando o compromisso de apoiar as famílias brasileiras no acesso ao gás de cozinha.

Leia mais: Consulte sua CNH Online pelo CPF: Guia Rápido para Motoristas!

Qual o calendário do Auxílio-Gás?

Os pagamentos seguem um cronograma alinhado ao do Programa Bolsa Família, ambos gerenciados pela Caixa Econômica Federal. São organizados conforme o dígito final do NIS dos beneficiados. O calendário de abril é como segue:

  • NIS de final 1 – 17 de abril;
  • NIS de final 2 – 18 de abril;
  • NIS de final 3 – 19 de abril;
  • NIS de final 4 – 22 de abril;
  • NIS de final 5 – 23 de abril;
  • NIS de final 6 – 24 de abril;
  • NIS de final 7 – 25 de abril;
  • NIS de final 8 – 26 de abril;
  • NIS de final 9 – 29 de abril;
  • NIS de final 0 – 30 de abril.

Quem tem direito do Auxílio Gás antecipado em abril?

As áreas de “grande perigo” incluem:

  • Bahia: 39 cidades
  • Acre: 19 municípios
  • Rio Grande do Sul: 32 cidades
  • Rio de Janeiro: 9 cidades
  • Roraima: 9 cidades

Nessas localidades, o Bolsa Família pode ser antecipado em caso de decretação de estado de emergência.

As autoridades municipais receberam orientações do MDS sobre como acessar a transferência de R$ 20 mil para cada grupo de 50 pessoas desabrigadas ou acolhidas pelo poder público em municípios que tenham decretado estado de calamidade pública ou emergência.

É importante destacar que, até o momento, o MDS não anunciou oficialmente nenhuma cidade para a antecipação do Bolsa Família do mês de abril.

As cidades que receberão o Bolsa Família e possivelmente o auxílio gás de abril antecipado incluem:

Quais os requisitos do Vale-Gás?

O vale-gás do Governo Federal em 2024 é concedido aos beneficiários que atendam aos seguintes critérios:

  1. Estar inscrito no Cadastro Único.
  2. Ter renda familiar mensal per capita igual ou inferior a meio salário-mínimo (R$ 706).
  3. Famílias com membros que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC), independentemente de estarem inscritas no Cadastro Único.

Não é necessário fazer inscrição no programa. A seleção dos beneficiários é feita com base nos seguintes critérios:

  1. Atualização do Cadastro Único nos últimos 24 meses.
  2. Menor renda per capita.
  3. Maior quantidade de membros na família.
  4. Beneficiários do Bolsa Família.
  5. Cadastro qualificado pelo gestor municipal.

A revisão cadastral e de elegibilidade é realizada bimestralmente pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).

O benefício, pago de forma bimestral, corresponde a 100% da média do preço do gás medido pela ANP. O beneficiário tem 120 dias para sacar o benefício após a disponibilização do valor na conta.

Bolsa família e auxílio-gás, qual a diferença?

Embora o Auxílio Gás siga o mesmo calendário do Bolsa Família, a realidade é que nem todas as famílias cadastradas neste último programa são contempladas com o auxílio para o gás de cozinha.

A discrepância é notável: enquanto o Auxílio Gás atendeu cerca de 5,5 milhões de famílias em fevereiro, o Bolsa Família alcançou aproximadamente 21 milhões de lares. Essa diferença sublinha a seletividade do programa, priorizando as famílias mais necessitadas dentro do espectro dos beneficiários do Bolsa Família.

A esperança é que, com o prosseguimento do programa e possíveis ajustes, mais famílias possam ser incluídas no Auxílio Gás, garantindo que a assistência à compra do botijão de cozinha chegue a quem realmente precisa.

Este auxílio é mais do que um benefício econômico; é uma questão de segurança alimentar e bem-estar para milhões de brasileiros.