Jornal dia
Seu jornal de notícias

Banco do Brasil Distribui R$ 1,165 Bilhão em Juros! SAIBA como receber!

0

O Banco do Brasil, uma das instituições mais sólidas e longevas do setor financeiro brasileiro, anunciou uma notável distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) para este ano. Com uma história de mais de 200 anos, o banco continua a inovar e a proporcionar benefícios significantes para seus acionistas. O montante destinado a esta distribuição é de impressionantes R$ 1,165 bilhão.

A iniciativa beneficiará diretamente os acionistas que estão com seus CPFs inclusos na lista de beneficiários específica, conforme comprovado em recente comunicado do banco. A operação, que foi aprovada no dia 17 de maio de 2024, reflete o compromisso do Banco do Brasil em valorizar seus investidores e garantir um retorno financeiro atrativo.

Quem Está Elegível para Receber o JCP do Banco do Brasil?

Os investidores que estiverem com o CPF nesta lista especial e mantiverem suas ações até o final do pregão de 13 de junho de 2024 poderão desfrutar deste benefício. Após esta data, as ações passarão a ser negociadas sem direito ao JCP, com o marcador “ex” nos sistemas de negociação da B3, começando a partir de 14 de junho.

Fonte: VAROS
Fonte: VAROS

Como Funciona o Pagamento?

O pagamento dos juros sobre capital próprio está programado para ser realizado no dia 28 de junio de 2024. Cada ação dará direito a uma remuneração de R$ 0,2042404444. Para os acionistas que têm suas ações custodiadas pela Central Depositária da B3, o processo será um pouco diferente: inicialmente, o Banco do Brasil repassará os valores à B3, que então os distribuirá por meio dos agentes de custódia.

Como Funciona o Pagamento?

  • Data do pagamento: 28 de junho de 2024.
  • Valor por ação: R$ 0,2042404444.
  • Forma de pagamento:
    • Depósito em conta corrente, poupança-ouro ou caixa para acionistas com cadastro atualizado.
    • Repasse à B3 para distribuição via agentes de custódia para ações custodiadas.

Como Posso assegurar que Receberei Meus Juros?

Para garantir que os proventos sejam recebidos sem contratempos, é crucial manter o cadastro atualizado junto ao banco. Documentos pessoais, comprovante de endereço e, para pessoas jurídicas, o estatuto ou contrato social, devem ser apresentados, se necessário. Além disso, aqueles que estão isentos da retenção do imposto de renda na fonte devem comprovar essa condição até o dia 13 de junho de 2024.

  • Pagamento via instituições financeiras: Os juros serão depositados diretamente em contas corrente, poupança-ouro ou aplicações na caixa.
  • Documentação necessária: É essencial que os investidores apresentem a documentação requerida para evitar qualquer atraso ou retenção dos valores a serem distribuídos.
  • Prazo de corte: A data de bloqueio para vendas das ações é 13 de junho de 2024, certo de que a posição deve ser mantida até o final deste pregão.

Este movimento de distribuição de JCP pelo Banco do Brasil sustenta não apenas a solidariedade financeira da instituição, mas também potencializa sua atratividade no mercado de ações, agregando valor a seus acionistas e reforçando a confiança dos investidores em seu modelo de gestão e governança corporativa.