Jornal dia
Seu jornal de notícias

Desenrola Brasil: mais de 60 mil contratos foram renegociados

0

Em uma iniciativa do governo federal para apoiar microempreendedores individuais (MEIs) e pequenas empresas, o programa Desenrola Pequenos Negócios demonstrou resultados expressivos no primeiro semestre de 2024. Com uma renegociação que ultrapassa a marca dos R$ 2,1 bilhões, este programa vem sendo um alívio para os empresários que enfrentam dificuldades financeiras causadas por variados motivos econômicos atuais.

Segundo dados recentes divulgados pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em colaboração com o Ministério do Empreendedorismo, da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte (MEMP) e o Ministério da Fazenda, mais de 60 mil contratos foram renegociados até 30 de junho. Este programa oferece uma oportunidade notável para os negócios menores de se recuperarem financeiramente.

Desenrola Brasil: Governo lança programa de crédito a empresas! Saiba como funciona
Desenrola Brasil: Governo lança programa de crédito a empresas! Saiba como funciona

Como Funciona o Desenrola Pequenos Negócios?

O Desenrola Pequenos Negócios faz parte de uma iniciativa maior, chamada Programa Acredita, desenhado para instigar o desenvolvimento econômico sustentável de pequenas empresas. Através do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe), coordenado pela parceria com o Sebrae, o programa garante melhor acesso ao crédito, oferecendo descontos que variam entre 40% e 90% no total das dívidas.

Impacto nas Renegociações por Região

Os resultados das renegociações mostram uma predominância na região Sudeste, especialmente em São Paulo, onde foram renegociados mais de R$ 588 milhões. Outras regiões, como Nordeste e Sul, também apresentaram números significativos, evidenciando o alcance e a importância desse programa para diversas áreas do Brasil.

Quem pode se beneficiar e como participar?

Para ter acesso aos benefícios do programa, MEIs, microempresas e empresas de pequeno porte devem procurar as instituições financeiras participantes. Estas incluem grandes nomes como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Bradesco, e outros, que juntos, compõem 73% da carteira de crédito destinada a esse segmento empresarial no país.

  • Fazer contato: A primeira ação é entrar em contato com o banco onde a dívida foi contraída.
  • Canais de atendimento: Os interessados podem negociar mediante agências bancárias, sites de internet banking ou aplicativos móveis.
  • Aceitar as condições: Cada banco define suas próprias condições e prazos para a renegociação, sendo essencial checar os detalhes e adaptações possíveis para cada caso.

Joana dos Santos, empreendedora de Ceilândia, relata que a flexibilidade oferecida pelo programa permitiu que ela focasse nos pagamentos das dívidas enquanto sustenta suas outras responsabilidades financeiras. Essa assistência se mostra essencial, especialmente quando pequenos empresários lutam para equilibrar as demandas do negócio com as necessidades pessoais e familiares.

Portanto, o Desenrola Pequenos Negócios se estabelece como uma ferramenta fundamental para a saúde financeira das pequenas empresas brasileiras, provendo um caminho para a estabilidade e crescimento no atual panorama econômico do país.