Jornal dia
Seu jornal de notícias

Guia completo para trabalhadores autônomos contribuírem para o INSS!

0

No dia 28 agosto 2024, será desvendado o processo de contribuição para a Previdência Social para trabalhadores autônomos. Conforme a legislação brasileira, a contribuição para a Previdência Social é obrigatória para todos os trabalhadores, inclusive para os que não possuem vínculo empregatício formalizado, como os profissionais autônomos.

A contribuição para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) também é facultativa – a partir dos 16 anos – para pessoas que não possuem renda ou atividade remunerada, como estudantes e desempregados, garantindo a todos o acesso aos benefícios da previdência social.

Um Guia para Trabalhadores Autônomos e o INSS

Guia completo para trabalhadores autônomos contribuírem para o INSS!
Guia completo para trabalhadores autônomos contribuírem para o INSS!

Para contribuir para o INSS, o trabalhador autônomo deve preencher o Guia da Previdência Social (GPS) e realizar o pagamento. Esse documento é usado pelos contribuintes individuais, empregados domésticos, segurados especiais e facultativos para realizar a contribuição previdenciária.

A GPS, que é uma guia de cor laranja, pode ser adquirida em papelarias e o pagamento pode ser realizado em casas lotéricas ou bancos conveniados. A guia também pode ser emitida digitalmente pelo site Meu INSS.

Leia mais: Governo Lula AMPLIA Positividade do Brasil para Estrangeiros! VEJA DADOS!

Entendendo os Códigos de Pagamento do INSS

Na hora de pagar a contribuição ao INSS, é fundamental escolher o código de pagamento correto. Este código tem o objetivo de identificar o tipo de contribuição, bem como informar se o pagamento será mensal ou trimestral.

Para os trabalhadores autônomos, os códigos mais usados são: 1163, para o plano simplificado de recolhimento mensal; e 1007, para o plano tradicional para quem presta serviços para pessoas físicas.

Leia mais: Concurso Nacional Unificado publica NOVO edital para todos os níveis! VEJA AQUI

Trabalhador Autônomo ou MEI: Qual a Diferença?

Os trabalhadores autônomos são aqueles que exercem uma atividade laboral de maneira independente, sem vínculo empregatício. Já o Microempreendedor Individual (MEI) tem natureza jurídica de pessoa jurídica e realizada a contribuição de maneira diferente, através do CNPJ.

O Papel Vital da Contribuição para o INSS

Ao contribuir para o INSS, o trabalhador tem a garantia de acessar diversos benefícios, como a aposentadoria por idade ou tempo de contribuição, pensão por morte, auxílio-doença, salário-família, entre outros. Desta forma, o ato de contribuir para a previdência é um investimento que garante segurança e tranquilidade para o futuro.

Portanto, é fundamental que os trabalhadores autônomos realizem suas contribuições para a previdência social, garantindo seus direitos e uma aposentadoria tranquila.