Jornal dia
Seu jornal de notícias

Isenção de Imposto de Renda beneficia 15,8 milhões de trabalhadores! CONFIRA JÁ!

0

Desde fevereiro de 2024, uma significativa alteração no Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) vem beneficiando milhares de trabalhadores brasileiros. Com o aumento na faixa de isenção para aqueles que ganham até dois salários mínimos, esta mudança promete aliviar o orçamento de muitas famílias.

Anteriormente, a tabela do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) estabelecia valores que, mesmo para pequenos rendimentos, incidiam em descontos mensais. Agora, a nova medida isenta completamente essa faixa de renda, uma decisão que reflete no contracheque e planos financeiros dos beneficiados.

Qual a Nova Tabela do Imposto de Renda para 2024?

Em 2024, o presidente Lula aprovou uma atualização na tabela do IRPF, elevando o limite de renda isento de tributação. A nova medida foi projetada para ajustar as faixas de rendimentos às realidades econômicas enfrentadas pelos trabalhadores brasileiros.

Nova Tabela do IRPF para 2024

  • Atualização das Faixas de Rendimento: Ajustes para acompanhar a realidade econômica do país.
  • Isenção para Rendimentos de Até R$ 2.259,20: Ampliação da faixa de isenção.
  • Alíquotas Progressivas: Tributação diferenciada de acordo com a renda.
  • Redução da Alíquota para Rendimentos Entre R$ 2.259,21 e R$ 2.826,65: Menor impacto para quem ganha um pouco mais.
Fonte: Sintero
Fonte: Sintero

Qual é o impacto das novas faixas de isenção?

Com o ajuste, quem recebe até dois salários mínimos, equivalente a R$2.824, não possui mais desconto de IRRF no seu pagamento. Isso ocorre porque a nova faixa de isenção abrange até R$ 2.259,20. Acima deste valor e até R$ 2.826,65, a alíquota aplicável é de 7,5%, com uma dedução de R$169,44.

Confira as novas faixas e alíquotas:

  • Até R$ 2.259,20 – isento
  • De R$ 2.259,21 até R$ 2.826,65 – 7,5% com dedução de R$169,44
  • De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05 – 15% com dedução de R$381,44
  • De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 – 22,5% com dedução de R$662,77
  • Acima de R$ 4.664,68 – 27,5% com dedução de R$896,00

Como esta mudança afeta o cotidiano dos trabalhadores?

A revisão da tabela do IRRF traz mudanças diretas ao bolso do trabalhador. Especialmente para aqueles na base da pirâmide salarial, a isenção do tributo significa um aumento líquido em seus rendimentos disponíveis. Esta mudança não apenas facilita a gestão financeira mensal, mas também aumenta a capacidade de poupança e consumo.

De acordo com especialistas em economia, este movimento do governo também pode impulsionar a economia interna. Com mais recursos circulando, especialmente em faixas de renda mais baixas, é provável um incremento na demanda por bens e serviços, fomentando a atividade econômica no país.

Quais são os próximos passos para os contribuintes?

É importante que os trabalhadores se mantenham informados sobre as novas regras e alterações futuras na legislação tributária. Para aqueles que ultrapassam a faixa de isenção, ainda é necessário um planejamento fiscal para evitar surpresas no ajuste anual. Recomenda-se a consulta a um contador ou especialista financeiro para auxílio na declaração anual de rendimentos e otimização fiscal possível dentro das novas diretrizes.

Em resumo, essa atualização na política tributária brasileira representa um respiro financeiro para muitos e um estímulo econômico que pode beneficiar o coletivo social, potencializando o poder de compra e a qualidade de vida dos trabalhadores com menor rendimento.