Jornal dia
Seu jornal de notícias

Programa Desenrola Pequenos Negócios Movimenta Mais de R$ 2,1 Bilhões em Renegociações!

0

O impacto do programa Desenrola Pequenos Negócios no setor financeiro tem sido expressivo desde seu lançamento. Até o dia 30 de junho deste ano, o programa alcançou um montante de mais de R$ 2,1 bilhões em renegociações de dívidas, beneficiando 60.864 clientes que conseguiram melhores condições para seus contratos. Essa enorme adesão resultou em metade desse valor renegociado em apenas 30 dias, segundo Márcio França, ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e Empresa de Pequeno Porte.

A aceleração no processo de renegociação de dívidas reflete a alta procura e a necessidade que o segmento de pequenos negócios tem de reestruturar suas finanças. “A presença proativa de contadores tem sido crucial para alertar empresários sobre as vantagens dessas renegociações”, comentou França em entrevista durante o programa Bom Dia, Ministro. Segundo observações do ministro, para muitos empresários, a possibilidade de liquidar suas dívidas a vista com descontos significativos tem sido a opção mais atraente, visando desligar-se completamente das pendências financeiras.

Como Funciona a Renegociação para Empreendedores?

O programa estabelece um canal entre micro e pequenos empresários e algumas das principais instituições financeiras do país. Sete grandes bancos, incluindo Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, e Bradesco, que juntos representam 73% da carteira de crédito voltada para esse nicho de mercado, estão ativamente envolvidos. Esses bancos foram escolhidos justamente pela sua relevância e penetração junto aos empreendedores brasileiros.

Qual o Impacto do Desconto nas Dívidas Renegociadas?

O desconto oferecido pelas instituições bancárias nas renegociações pode alcançar valores impressionantes, variando entre 70% e 95%. “Os empresários estão conseguindo reiniciar suas operações de negócios com muito menos dívidas penduradas, o que facilita um fluxo de caixa saudável e a capacidade de investir no crescimento”, explicou França. Essa política de descontos agressiva tem como objetivo não apenas ajudar os empresários a saírem do vermelho, mas também estimular a economia através do aumento do capital de giro disponível para investimentos e expansão dos negócios.

Como o Desenrola MEI Fomenta a Recuperação Financeira?

Pelas facilidades de renegociação, a iniciativa atua diretamente na sustentabilidade e crescimento das micro e pequenas empresas, que são a espinha dorsal do setor empresarial do país. A possibilidade de alocar débitos renegociados como crédito presumido é uma das estratégias mais atrativas, pois abre precedentes para abatimentos fiscais nos próximos anos.

Como Aderir ao Programa Desenrola Pequenos Negócios?

  • Os interessados devem procurar a instituição financeira na qual possuem dívidas.
  • É possível realizar a renegociação por diferentes canais, seja em agências, pela internet ou aplicativos móveis.
  • Cada banco definirá suas próprias condições e prazos, de acordo com as políticas internas.

A Febraban recomenda que os empreendedores utilizem apenas canais oficiais para evitar fraudes e garante que apenas os bancos cadastrados no programa podem oferecer condições especiais. Além disso, é essencial estar ciente de que as dívidas elegíveis para renegociação são aquelas contraídas até 23 de janeiro de 2024. Essa medida visa proporcionar aos empreendedores os recursos necessários para manter e fortalecer suas atividades comerciais diante de um panorama econômico desafiador.

Com o Desenrola Pequenos Negócios, o governo espera não só oferecer um alívio financeiro temporário, mas também promover sustentabilidade a longo prazo no setor de micro e pequenas empresas. O sucesso do programa reflete-se no grande volume renegociado e nas expressivas quantidades de empresários que conseguiram regularizar suas situações financeiras.