Jornal dia
Seu jornal de notícias

Receita abre consulta a lote residual de restituição no Imposto de Renda 2023!

0

Os contribuintes que caíram na malha fina do Imposto de Renda estão com boas notícias. Segundo a Receita Federal, cerca de R$ 762,9 milhões serão devolvidos para 358.737 contribuintes no próximo dia 30 de novembro. Esses são os lotes residuais de contribuintes que anteriormente apresentaram inconsistências em suas declarações, mas que conseguiram regularizar a situação.

Do montante a ser restituído pelo Fisco, aproximadamente R$ 524,8 milhões são destinados a contribuintes que têm prioridade no recebimento. Isso inclui idosos acima de 80 anos (5.774), idosos entre 60 e 79 anos (58.060), contribuintes com deficiência física, mental ou moléstia grave (6.654), contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério (14.863) e aqueles que optaram por receber a restituição através do PIX ou utilizaram a declaração pré-preenchida, somando 129.019 pessoas. Além destes, outros 144.367 contribuintes não prioritários também serão beneficiados.

Como verificar se tenho direito à restituição?

A Receita Federal disponibiliza orientações e canais de atendimento para uma consulta completa ou simplificada da situação da sua declaração. Caso algum erro seja identificado, o contribuinte pode retificar a declaração e corrigir as informações. Além disso, um aplicativo para tablets e smartphones foi criado para facilitar o acesso às informações da restituição e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

Leia Mais: Como calcular acerto do 13º salário? Garantindo seus direitos! Confira

Como será feito o pagamento da restituição?

O pagamento é realizado diretamente na conta bancária que foi informada na declaração de Imposto de Renda. É importante lembrar que a conta deve estar em nome do declarante, com exceções para casos de falecimento, incapacidade ou em caso do contribuinte ter deixado o país. Caso o crédito não seja realizado por algum motivo, como desativação da conta, o dinheiro ficará no Banco do Brasil por até um ano, e pode ser retirado através do Portal BB ou pelos telefones de atendimento.

Leia Mais: Certificado de regularidade FGTS: como emitir, e tudo que você precisa saber!

Caí na malha fina, e agora?

Para aqueles que não tiverem a restituição liberada e caírem na malha fina, é possível consultar o status da declaração no site da Receita Federal através do e-CAC (Centro Virtual de Atendimento). Nessas situações, as restituições serão liberadas apenas após a correção das inconsistências ou a apresentação de comprovação de que a declaração feita está correta.