Jornal dia
Seu jornal de notícias

Saque-Aniversário do FGTS: Como Calcular, Aderir e Entender as Regras Básicas

0

No entanto, há situações em que é permitido sacar o FGTS, mesmo estando na modalidade do saque-aniversário, como: aposentadoria, compra da casa própria, tratamento de saúde e nos casos de doenças graves.

Como aderir ao saque-aniversário?

Para aderir ao saque-aniversário, é necessário informar à Caixa Econômica Federal a sua intenção de migrar para a nova modalidade. Isso pode ser feito pelo App FGTS, disponível gratuitamente para download em smartphones com sistemas Android e iOS, ou pelo site oficial da Caixa. A adesão pode ser feita a qualquer momento, porém, a alteração só entra em vigor no primeiro dia do ano seguinte.

Como calcular o valor do saque?

A tabela de cálculo para o saque-aniversário não é tão simples quanto parece. A porcentagem que o trabalhador tem direito sobre o saldo é inversamente proporcional ao valor que possui em conta. Quanto mais dinheiro tiver no FGTS, menos poderá sacar. Além disso, é somado um valor adicional no cálculo que varia conforme o saldo.

Para facilitar o entendimento, segue um exemplo: se você tem entre R$1.500 e R$2.500, poderá sacar 10% do valor, mais R$150. Ou seja, se tiver exatamente R$2.000, poderá sacar R$350 (10% de R$2.000 + R$150).

Leia Mais: Concurso da UFC com vagas para Professor! Confira inscrições iniciadas!

Considerações finais

A opção pelo saque-aniversário é uma decisão completamente pessoal, que deve ser tomada com base no planejamento e nos objetivos individuais. Antes de se decidir, é importante entender bem as regras e avaliar quais são as vantagens e desvantagens dessa modalidade de saque. Portanto, informe-se bem e tome decisões conscientes sobre suas finanças.

Leia Mais: Reforma da Previdência altera regras de aposentadoria do INSS! VEJA!