Jornal dia
Seu jornal de notícias

Situação do RS dá prorrogação ao FIES até dia 31 de agosto!

0

Em uma recente atualização que veio como um alívio para muitos, o MEC ampliou o prazo de solicitação para as condições especiais de renegociação de dívidas do programa Desenrola Brasil. Os estudantes vinculados ao Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) agora têm até o dia 31 de agosto para se beneficiarem das negociações.

Com esta prorrogação, pretende-se dar uma nova chance para aqueles que ainda não conseguiram ajustar suas pendências financeiras. Até agora, a iniciativa já ajudou a regularizar mais de R$ 189 milhões apenas no Mato Grosso do Sul, desenhando um panorama nacional de recuperação financeira de estudantes.

Saiba como ter 100% do seu curso com o Fies Social! Não perca (Divulgação)
Saiba como ter 100% do seu curso com o Fies Social! Não perca (Divulgação)

Como o Desenrola Brasil beneficia os estudantes do Fies?

O programa possibilita que ex-alunos negociem as dívidas vencidas em condições facilitadas. Desde o seu lançamento, mais de 283 mil estudantes em todo o país já foram beneficiados, solidificando a iniciativa como um sucesso.

Qual o impacto das renegociações até agora?

Somente até o último dia 15, a quantia total renegociada excedeu os R$ 12,92 bilhões, o que levou a uma considerável diminuição do saldo devedor, fixando-se em cerca de R$ 2,49 bilhões. Esses números não apenas demonstram a eficácia do programa, mas também o compromisso do governo em oferecer suporte a quem retomará suas finanças pós-universidade.

Quem pode se beneficiar do Fies e como?

O Fies é destinado a estudantes que desejam cursar o ensino superior em instituições privadas. Para participar, é necessário ter feito o Enem a partir de 2010 e alcançado média igual ou superior a 450 pontos nas provas, além de mais de zero na redação. Desde 2018, o programa é ainda mais atrativo, com taxa de juros zero e corridas de financiamento variáveis conforme a renda familiar.

Renegociar as dívidas tornou-se uma ferramenta essencial para muitos estudantes que conseguem, assim, evitar o acúmulo de juros e melhorar sua saúde financeira. A medida tem um claro impacto positivo, proporcionando não só um alívio no bolso dos ex-alunos, como também oferecendo-lhes uma oportunidade de recomeçar sem o peso da dívida educacional.

  • Ampliação do prazo até 31 de agosto
  • Mais de R$ 12,92 bilhões em dívidas renegociadas
  • Condições especiais que facilitam a regularização financeira de ex-alunos

As informações são um sinal de que políticas públicas, quando bem aplicadas e geridas, podem resultar em benefícios substanciais para a população, especialmente em tempos de recuperação econômica.