Jornal dia
Seu jornal de notícias

Alívio em meio à crise: Governo de SP prorroga Bolsa-Trabalho 2023 para milhares de famílias

0

Estamos vivendo em um período de grande instabilidade financeira na vida de muitos cidadãos brasileiros. Programas sociais como o Bolsa-Trabalho 2023 têm sido importantes mecanismos de apoio para esses momentos de adversidade. Nesse sentido, surgiram recentes polêmicas a respeito da continuidade ou não deste programa. Vamos abordar a situação detalhadamente neste artigo, trazendo todas as informações e esclarecimentos necessários.

Vale deixar claro desde já que o Bolsa-Trabalho 2023 é uma iniciativa governamental em âmbito regional, não sendo, portanto, um benefício federal. Portanto, as discussões a respeito de seu prolongamento referem-se especificamente a seu cumprimento no Estado de São Paulo.

O que foi decidido em relação ao Bolsa-Trabalho 2023?

Após as incertezas, veio finalmente o alívio: o Governo do Estado de São Paulo anunciou oficialmente a continuidade do Bolsa-Trabalho 2023. Isso significa que milhares de famílias em situação de vulnerabilidade social continuarão recebendo esse suporte financeiro criado no período da pandemia do Covid-19. O deputado estadual Dirceu Dalben foi uma das figuras-chave que solicitaram a prorrogação do programa cujo término estava prevista para o dia 17 de março.

Leia mais Saiba Como verificar e garantir SEUS benefícios do Bolsa Família antes do pagamento!

Qual o objetivo do Programa?

O Bolsa-Trabalho 2023 tem como objetivo oferecer ‘ocupação’ e capacitação profissional para aqueles que se encontram em situação de desemprego e vulnerabilidade social. Os benefícios e cursos de qualificação profissional são concedidos para desempregados que atuam em órgãos públicos, segundo o direcionamento municipal. O valor do Bolsa-Trabalho é de R$ 540 por cinco meses.

É importante ressaltar que, para ser elegível ao Bolsa-Trabalho 2023, o indivíduo deve estar desempregado há pelo menos um ano e não pode estar recebendo seguro-desemprego ou qualquer outro programa assistencial. Além disso, a renda per capita da família deve ser de até meio salário mínimo e o beneficiário deve ser residente do Estado de São Paulo há, no mínimo, dois anos.

Leia mais Impactos dos Preços do Arroz, Batata e Mais na Economia! Confira!