Jornal dia
Seu jornal de notícias

Grandes Novidades no Novo Calendário do Bolsa Família de Novembro: Veja Agora!

0

O banco estatal Caixa Econômica Federal anunciou a liberação do calendário do Bolsa Família referente ao mês de novembro de 2023. Seguindo o padrão habitual, as parcelas, que apresentam um valor médio de R$ 688, são distribuídas no decorrer dos 10 últimos dias úteis do mês, iniciando pelos beneficiários que possuem o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) igual a 1. O primeiro depósito está agendado para o dia 17 do mês em questão.

A novidade a destacar neste mês de novembro é que, além do benefício habitual, haverá o acréscimo de R$ 150 para crianças com idade até seis anos, um adicional de R$ 50 para cada membro da família com idade entre sete e 18 anos incompletos e também para gestantes. Há ainda um auxílio inédito de R$ 50 destinado aos bebês de até dois meses de idade, que foi introduzido recentemente.

Qual o público-alvo do Bolsa Família?

O programa Bolsa Família tem como objetivo principal amparar as famílias que possuem renda per capita de até R$ 218, enquadrando-se, portanto, na faixa de pobreza. A vigência do benefício tem duração de 24 meses e é garantido que não haverá cancelamento do recebimento caso a família aumente sua renda acima do valor definido, durante esse período.

Leia Mais: Assistência aos empreendedores é Revolucionada pelos Caixa Tem e MEI

Quais são os requisitos para participar do Bolsa Família?

Uma das exigências primordiais para ter direito ao Bolsa Família é estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico), plataforma que contém a base de dados das famílias de baixa renda do país. A inscrição neste sistema é utilizada como critério para determinar os beneficiários de diversas políticas sociais, como é o caso do Bolsa Família.

Leia Mais: Antena Digital, Mais de 21 Cidades PODEM ter Kit Gratuito

Quais são os benefícios para gestantes e crianças?

A novidade para os beneficiários que possuem crianças de até seis anos de idade é o acréscimo de R$ 150 por criança. Já para as famílias com membros que têm idade entre sete e 18 anos incompletos, bem como para gestantes, será disponibilizado o valor adicional de R$ 50. Vale frisar que estas medidas buscam promover a saúde e a educação desses grupos vulneráveis, contribuindo para a diminuição da desigualdade social.

Fica claro que o programa Bolsa Família é uma ferramenta fundamental na luta contra a pobreza no Brasil. Com a atualização de seus benefícios e a ampliação de seu alcance, a expectativa é de que possa continuar contribuindo significativamente para a melhoria da qualidade de vida das famílias mais carentes do país.