Jornal dia
Seu jornal de notícias

Impacto do 13º Salário na Economia Brasileira em 2023: Veja Agora!

0

Injeção de capital na economia brasileira terá um aumento significativo devido ao pagamento do 13º salário. Segundo um levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o valor em discussão é estimado em torno de R$ 291 bilhões, uma quantia expressiva que representa cerca de 2,7% do Produto Interno Bruto (PIB).

Este recurso financeiro é um benefício direcionado a aproximadamente 87,7 milhões de brasileiros, desde trabalhadores do setor formal até beneficiários da Previdência Social. Além disso, este montante inclui ainda aposentados e pensionistas, tanto da União como dos estados e municípios. Cada um destes trabalhadores poderá contar com um montante médio de R$ 3.057 oriundo do 13º salário.

Quem são os mais beneficiados pelo 13º salário?

Entre esta grande parcela da população, cerca de 69% do total do 13º salário, o que corresponde a R$ 201,6 bilhões, beneficiará os empregados formais, incluindo os trabalhadores domésticos. Os 31% restantes, ou seja, R$ 89,8 bilhões, irão para aposentados e pensionistas. Considerando os beneficiários da Previdência Social, que totalizam 32,8 milhões de pessoas, estão previstos R$ 55,4 bilhões.

Um recorte do levantamento do Dieese sobre o valor pago aos aposentados e pensionistas da União, dos estados e dos municípios mostra que estes receberão, respectivamente, R$ 11,2 bilhões (3,8%), R$ 17,5 bilhões (6%) e R$ 5,6 bilhões.

Leia Mais: 13º no Bolsa Família 2023? ÓTIMAS Expectativas e Novo Calendário de Novembro!

Qual é a média do valor do 13º salário por setor?

De acordo com o Dieese, a maior média do 13º salário, equivalente a R$ 4.460, será destinada ao setor de serviços. Seguido de perto pela indústria, com um valor médio de R$ 3.922. Os trabalhadores do setor primário da economia recebem o menor valor, em média, R$ 2.362.

Na segmentação por localidade, o Distrito Federal aparece com a maior média de 13º salário, R$ 5.400, enquanto os menores valores médios são previstos para o Maranhão e Piauí, com respectivamente, R$ 2.087 e R$ 2.091.

Para gerar esses números, o Dieese utilizou dados provenientes da Relação Anual de Informações Sociais (Rais) e do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), ambos do Ministério do Trabalho e Emprego. Foram também utilizadas informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), além de dados da Previdência Social e da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

Leia Mais: INSS Revisão da Vida Toda; O que mudará para os Aposentados? TUDO que os Aposentados Precisam Saber!