Jornal dia
Seu jornal de notícias

MEIs tem novidade INACREDITÁVEL! Empréstimos de mais de R$ 100 mil

0

A busca por opções de crédito que ofereçam condições favoráveis é constante entre os micro e pequenos empresários brasileiros, especialmente entre os Microempreendedores Individuais (MEIs).

Uma das alternativas mais relevantes na atualidade é o Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte).

Este programa se destaca por oferecer acesso a empréstimos com condições de pagamento e taxas de juros atrativas, mas ainda suscita dúvidas, sobre particularmente a elegibilidade dos MEIs.

Criado no cenário desafiador imposto pela pandemia de Covid-19, o Pronampe representa uma luz no fim do túnel para muitos empresários que buscam apoio financeiro para manter ou expandir seus negócios.

Conforme informações disponibilizadas pelo governo, a vigência do programa se estende até 31 de dezembro de 2024, conforme estabelece a Portaria nº 6.320, de 18 de julho de 2022.

Para quem é o empréstimo MEI?

O Pronampe permite que empresas pequenas e médias, bem como MEIs, tenham acesso a empréstimos com o objetivo de cobrir despesas operacionais ou realizar investimentos.

As condições estabelecidas incluem um prazo máximo de 48 meses para pagamento, com até 11 meses de carência, e uma taxa de juros de 6% ao ano, além da Selic.

O valor do empréstimo pode corresponder a até 30% do faturamento anual da empresa, com limites definidos com base no tamanho e tipo do negócio. Para MEIs, o valor máximo é de R$ 108 mil, enquanto pequenas empresas podem acessar até R$ 1,4 milhão.

MEIs tem novidade INACREDITÁVEL! Empréstimos de mais de R$ 100 mil
MEIs tem novidade INACREDITÁVEL! Empréstimos de mais de R$ 100 mil Foto: senhor contabil/Divulgação

Leia mais: Concurso Prefeitura de Taiobeiras Abre Inscrições com 22 vagas imediatas! Inscreva-se!

Como solicitar o empréstimo MEI?

Para os Microempreendedores Individuais interessados em solicitar um empréstimo pelo Pronampe, o processo é relativamente simples e pode ser feito integralmente online:

  1. Acesse o Portal do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC) e efetue login com seus dados de acesso;
  2. Na plataforma, localize a opção “Autorizar Compartilhamento de Dados”;
  3. Escolha quais instituições financeiras poderão acessar suas informações de faturamento referentes ao ano base de 2021 e conceda a autorização necessária;
  4. Com a autorização concedida, dirija-se ao banco de sua escolha, onde sua empresa já possui conta, e solicite a análise para concessão do empréstimo via Pronampe.

Ao seguir estes passos, os MEIs podem dar um importante passo em direção ao fortalecimento de seus negócios, acessando recursos financeiros essenciais com condições vantajosas.

O Pronampe surge como uma iniciativa bem-vinda para promover a resiliência e o crescimento do setor empresarial brasileiro, especialmente em tempos de incerteza econômica.

Leia mais: Programa Desenrola Brasil é prorrogado e oferece nova chance para negociação de dívidas

Como se tornar um MEI?

Para se tornar um Microempreendedor Individual (MEI) no Brasil, siga os seguintes passos:

  1. Verifique se você se enquadra nos requisitos: Para se tornar um MEI, é necessário atender a alguns requisitos, como ter faturamento anual de até R$ 81.000,00, não ser sócio ou administrador de outra empresa, entre outros. Verifique se você atende a todos os requisitos no Portal do Empreendedor.
  2. Acesse o Portal do Empreendedor: O Portal do Empreendedor é o site oficial para registrar-se como MEI. Acesse o portal através do endereço eletrônico: https://www.gov.br/empresas-e-negocios/pt-br/empreendedor.
  3. Realize o cadastro: No Portal do Empreendedor, clique na opção “Formalize-se”. Em seguida, preencha o formulário de inscrição com seus dados pessoais e informações sobre o seu negócio.
  4. Escolha a atividade econômica: Durante o cadastro, você precisará escolher a atividade econômica principal do seu negócio, que será a sua ocupação como MEI.
  5. Conclua o cadastro: Após preencher todas as informações necessárias, revise os dados e confirme o cadastro. Você receberá um número de CNPJ imediatamente após a conclusão do processo.
  6. Imprima o Certificado do MEI: Após o cadastro, imprima o Certificado do MEI, que é o comprovante de que você está formalizado como Microempreendedor Individual.
  7. Pagamento das obrigações mensais: Como MEI, você terá algumas obrigações mensais, como o pagamento do DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional), que é a contribuição mensal para o INSS e outros impostos. Esses pagamentos podem ser feitos através do DAS emitido mensalmente no Portal do Empreendedor.
  8. Emissão de notas fiscais: Dependendo da atividade econômica exercida, você pode precisar emitir notas fiscais para os serviços ou produtos que vender. Verifique as obrigações específicas para a sua atividade.

Após seguir esses passos, você estará formalizado como MEI e poderá desfrutar dos benefícios e facilidades oferecidos por esse regime simplificado de tributação.

Como os MEIs podem se beneficiar do Pronampe?

O acesso ao Pronampe para MEIs e empresários de outras categorias depende do cumprimento de alguns critérios, incluindo limites de faturamento anual. Em resumo, a elegibilidade é definida da seguinte forma:

  • MEIs com faturamento anual até o limite estabelecido pela categoria;
  • Microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil;
  • Pequenas empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões;
  • Empresas de médio porte com receita bruta anual de até R$ 300 milhões.

Este amplo espectro de abrangência garante que uma grande parcela do empresariado brasileiro possa se beneficiar das facilidades oferecidas pelo programa.