Jornal dia
Seu jornal de notícias

Salário Mínimo Necessário Sobe para R$6.996; Entenda os impactos e o valor necessário para a cesta básica!

0

Em Fevereiro, o impacto da alta nos preços também acertou o conjunto de alimentos para uma cesta básica, que passou a custar mais em 14 de 17 capitais apuradas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). Segundo o levantamento, o salário mínimo necessário para que uma família de quatro pessoas pudesse arcar com as despesas seria de R$ 6.996,36 – quase cinco vezes o valor do mínimo atual, fixado em R$ 1.412.

Qual é a Porcentagem do salário mínimo comprometido com a alimentação?

Com esta situação, o trabalhador com remuneração mínima gastou, em média, 52,90% do seu salário para adquirir os produtos alimentícios básicos. Isto é superior ao gasto médio de 107 horas e 38 minutos para adquirir os produtos da cesta básica em fevereiro, um aumento comparado ao tempo necessário em janeiro, que foi de 106 horas e 30 minutos.

Leia Mais: Começam os Saques do Abono Salarial PIS/PASEP 2024: Valores Variam de R$ 118,67 a R$ 1.412!

Como funciona a variação nos preços da cesta básica entre as capitais?

Neste cenário, os maiores aumentos foram observados nas cidades do Rio de Janeiro (5,18%), São Paulo (1,89%) e Salvador (1,86%). Em contrapartida, houve redução nos preços em Florianópolis (-2,12%), Goiânia (-0,41%) e Brasília (-0,08%). Atualmente, a cesta mais cara é a do Rio de Janeiro (R$ 832,80), enquanto a mais em conta é a de Araju (R$ 534,40).

Leia Mais: Bancário da Caixa é Demitido por Assédio Sexual e Fetiche Podólatra em Menor Aprendiz!

Qual é a Diferença entre o salário mínimo e o valor necessário para a cesta básica?

Nos últimos meses, a diferença entre o salário mínimo e o valor necessário para adquirir a cesta básica tem variado consideravelmente. Em janeiro de 2024, o salário mínimo era de R$ 1.412, mas o valor necessário para a cesta básica era de R$ 6.723,41. Em fevereiro do mesmo ano, ainda com o mesmo salário, o valor para a cesta subiu para R$ 6.996,36.

Entre as conclusões deste levantamento, está a constatação de que o salário mínimo atualmente vigente é insuficiente para cobrir as despesas básicas de uma família com quatro pessoas, o que coloca em evidência a necessidade de revisões e ajustes neste valor.