Jornal dia
Seu jornal de notícias

Mães Desempregadas têm direito à licença Maternidade? VEJA CRITÉRIOS!

0

Em uma importante atualização para as mães brasileiras, ficou claro que mesmo as desempregadas têm direito ao salário maternidade, um benefício previdenciário que visa proporcionar segurança financeira às mães no período pós-parto. O salário maternidade é um direito essencial, reconhecido pela Lei 8.213/1991, oferecendo não apenas apoio econômico, mas também um reconhecimento do papel vital das mães na sociedade.

Como funciona a Licença Maternidade?

O salário maternidade abrange várias situações, incluindo nascimento de filho, aborto não criminoso, fetos natimortos e guarda para fins de adoção. Em geral, o benefício tem duração de 120 dias, mas pode ser estendido para 180 dias pelo Programa Empresa Cidadã, mediante adesão da empresa e cumprimento da legislação relevante.

Para as mães trabalhadoras com emprego formal, o valor do benefício é pago pela empresa empregadora, que por sua vez recebe o valor pago à trabalhadora como desconto na contribuição previdenciária da empresa.

Mães Desempregadas têm direito à licença Maternidade? VEJA CRITÉRIOS!

Leia mais: Caixa Tem Anuncia Pagamentos de Benefícios em Fevereiro: Descubra quais e seus valores!

Quais condições as mães desempregadas tem que cumprir?

No entanto, para as mães desempregadas, há algumas condições que devem ser cumpridas. Segundo a Lei nº 8.213/91, é preciso ter contribuído com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) por ao menos dez meses, configurando assim a qualidade de segurado. Além disso, o período conhecido como “período de graça”, que dura de três meses a três anos dependendo da situação individual, pode assegurar o acesso ao benefício mesmo após a perda do emprego.

Resumindo, o salário maternidade não é exclusivo para mulheres empregadas, mas abrange todas as mães que satisfazem os critérios estabelecidos pela legislação previdenciária. Portanto, é altamente recomendável buscar orientação jurídica para garantir o acesso efetivo a este direito.

Leia mais: Auxílio Vale-Gás: Nova Parcela de R$102 para Famílias de Baixa Renda!

O que tem que cumprir para entrar no Licença Maternidade?

A compreensão dessas regulamentações pode ser crucial para garantir que as famílias tenham o apoio financeiro de que necessitam, especialmente durante o crítico período pós-parto. A gravidez e o nascimento de uma criança podem ser momentos de grandes mudanças, e ter a segurança de saber que o salário maternidade está disponível pode fornecer uma certa tranquilidade durante esses tempos desafiadores.

Adicionalmente, é importante lembrar que o valor do benefício varia conforme a renda da beneficiária, calculado com base nas últimas doze contribuições e não podendo ser inferior ao salário mínimo vigente.

Se você acredita que tem direito ao salário maternidade, não hesite em buscar orientação legal para entender melhor como proceder.