Jornal dia
Seu jornal de notícias

CadÚnico: Governo Começa a Oferecer Microcrédito para Famílias Inscritas

0

No dia 4 deste mês, a nova linha de microcrédito destinada a famílias de baixa renda associadas ao Cadastro Único de benefícios sociais foi finalmente ativada. Este anúncio, feito em abril e agora implementado, é parte do programa “Acredita”, uma estratégia do governo para revitalizar e impulsionar o crescimento econômico brasileiro.

O Programa Acredita começou com uma liberação inicial de R$ 500 milhões do Fundo Garantidor de Operações (FGO), que tem o objetivo de garantir os empréstimos e reduzir o risco de inadimplência. Essa medida está alinhada com a determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de potencializar o acesso ao crédito como ferramenta para aumento do PIB.

Novo Aplicativo CadÚnico Facilita Acesso a Programas Sociais!
Novo Aplicativo CadÚnico Facilita Acesso a Programas Sociais!

O que é o Programa Acredita?

Lançado oficialmente pelo governo, o “Programa Acredita” é uma resposta a um desafio persistente: garantir acesso a crédito a uma fatia da população tradicionalmente excluída dos sistemas financeiros convencionais. A iniciativa visa alcançar famílias cadastradas no CadÚnico, muitas das quais lideradas por mulheres ou por pequenos produtores rurais, oferecendo taxas de juros mais baixas do que as comuns no mercado.

A primeira etapa do programa conta com R$ 500 milhões garantidos pelo FGO, estimando impulsionar até R$ 2,5 bilhões em operações de crédito. Este fundo funcionará como uma barreira de segurança contra possíveis inadimplências, que, de acordo com históricos recentes, devem permanecer consideravelmente abaixo dos 20% inicialmente projetados.

Quais são as expectativas futuras para o programa?

Para o próximo ano, está programada a liberação de uma segunda parcela de R$ 500 milhões para reforçar o FGO. Este impulso adicional é visto como uma engrenagem para multiplicar as ofertas de crédito e atender ainda mais beneficiários. A projeção, segundo Luiz Carlos Everton, secretário de Inclusão Socioeconômica, é de que R$ 1 bilhão em garantias possa gerar aproximadamente R$ 12 bilhões em crédito através das instituições financeiras.

Por que este programa difere dos anteriores?

Uma das principais diferenças deste programa em relação aos anteriores é o acompanhamento personalizado oferecido aos tomadores de crédito. Ao invés de requerer apenas um processo burocrático simples, o programa “Acredita” envolve a orientação por estruturadores de negócios autorizados. Estes profissionais auxiliarão as famílias na elaboração de um plano de negócios viável e na orientação gerencial, essencial para o sucesso e sustentabilidade dos empreendimentos financiados.

Com este acompanhamento intensivo, o governo espera reduzir significativamente o índice de inadimplência — questão problemática em programas anteriores, como o SIM Digital, que não contava com essa figura do estruturador e culminou em prejuízos elevados para os cofres públicos devido ao alto índice de calotes.

Portanto, a nova linha de microcrédito não apenas fornece assistência financeira, mas também capacitação, visando uma melhor qualidade de vida e um futuro econômico mais próspero para famílias de baixa renda. Tal estratégia demonstra uma abordagem multifacetada e profundamente comprometida com o desenvolvimento socioeconômico do Brasil.